1 2 3 4

Uma obra de arte

0 comentários

Hey! É o Eiji falando, e a partir de agora vou aparecer aqui no JE! Então me tratem bem assim como tratam a Nana e a Gueh ok? brinks E hoje trago para vocês, um Review Divino, Okami! sacou? divino, okami hein hein? /apanha Espero que curtam minha estreia!
Um lindo jogo que parece saído das telas de uma obra de arte japonesa, Muitos dizem que Okami é a resposta à altura do PS2 para Zelda da Nintendo. Seus belos gráficos, e sua jogabilidade são bem parecidas com o título da Nintendo. Porém, a semelhança com qualquer outro jogo termina aí.





Okami-大神 ou em português, "Grande Deus" ou "lobo" é o título de um dos melhores, e mais bonitos jogos na minha opinião lançados até hoje para o PS2. Ahhh sim, vale lembrar que depois de um certo tempo o bastante pra terminar o jogo, Okami foi também lançado para Nintendo Wii espertinhos, o que garantiu um pouco mais de divertimento ao jogo pelo fato de você usar o nunchaku para desenhar e só.

Okami é baseado em torno do Celestial Brush, um instrumento divino que, literalmente, lhe permite pintar coisas no mundo, e que, afetam diretamente o seu estado e o estado das pessoas a seu redor, como mudar da noite para o dia apenas desenhando um Sol no céu ou causar ventanias e outros fenomenos do gênero. De qualquer forma, tudo que fará no jogo, está ligado à forma que usa o pincel e o quão bem o usa.

Ao usar o pincel, pressionando o botão R1, tudo irá parar, o mundo se tornará o seu papel e o pincel aparecerá sobre ele. Usando o analógico esquerdo para pintar e o direito para mover a câmera, mesmo em pausa. O botão quadrado lhe permite fazer linhas padrões, já o triangulo é sensível à pressão, podendo pintar linhas finas ou grossas como quiser.

Okami é um bom treino para sua cordenação motora.


Okami também lhe põe à prova de suas habilidades com os analógicos, felizmente há bastante espaço para pintar e desenhar suas formas. Se precisar desenhar o Sol por exemplo, terá de desenhar um círculo no céu, se sair muito oval ou as pontas não se ligarem, nada acontecerá. No começo é normal sair alguns "garranchos", mas com o tempo você vai adquirindo mais controle, e seus desenhos acabam por serem quase perfeitos após algumas horas de jogo.

Uma das coisas mais interessantes sobre Okami é sua história, outro ponto forte é o diálogo, apesar de não ser possível entender nada que é dito, os personagens emitem sons, que são muitos parecido com o Japonês, embora não seja. Voltando à história, ela avança de forma bem normal como todos jogos de aventura em que você tem um objetivo, e ao decorrer do caminho se depara com diversos desafios, e muitas vezes alheios ao objetivo principal.

Orochi e Ammy.


A história começa com o flashback de 100 atrás no Japão, quando Shiranui e Nagi, respectivamente um lobo e um guerreiro, lutaram para derrotar Orochi, uma serpente de 8 cabeças que colocava em risco o Vilarejo Kamiki e Nami, amada de Nagi. Por alguma razão, Shiranui e Nagi não derrotam a serpente e acabam por sela-lo dentro de uma caverna. Já no presente, Sakuya o espírito guardião de Kamiki, acorda Amaterasu, Deusa do Sol e reincarnação de Shiranui, e pede para que ela acabe com a maldição que assola a Terra do Sol Nascente, cobrindo as planícies com uma névoa tóxica e acabando com a natureza tão querida para Sakuya.

Ao longo de sua jornada, Amaterasu conta com a ajuda de seu pequeno artista e companheiro, Issun. O personagem cômico da história, vive chamando a Deusa de "Bola de pêlos" ou então por "Ammy". A Deusa por sua vez, é esnobe e muito astuta. Ao decorrer do jogo você se depara com diversos personagens carismáticos, cada um com suas histórias e seus dramas pessoais, e você como um Deus, faz de tudo para ajudá-los, o que pode te garantir muitos itens e dinheiro. Também é possível contar com outros Deuses e "irmãos" de Ammy, encontrando com eles, cada um lhe cede um poder que o ajudará a enfrentar sua jornada, por exemplo logo no início ao encontrar Tachigami o Deus do Corte, você ganha a habilidade de cortar as coisas apenas desenhando uma linha na horizontal ou vertical, então ao desenhar uma linha horizontal em uma árvore após soltar o R1 ela se partirá ao meio. Pessoalmente gosto muito do Tigre badass, Gekigami Deus do Trovão ou Tempestades dele você ganha o poder dos relâmpagos tão imponente em sua núvem voadora mandando raios em geral, gosto bastante/poise. Ahh sim, outra coisa muito interessante, é que cada Deus representa um animal do Horóscopo Japonês Sim! Japonês! apesar de ser igual ao Chinês[?], e possuem personalidades diferentes, ao encontra-los é garantido uma cutscene bem engraçada.

Os "Brush Gods"


Enfim! Esse é um jogo que com certeza tem de estar em sua coleção de "Jogos que eu PRECISO ter" e faz parte da minha. Sem dúvidas, quem curte o folclore japonês e aquelas belas pinturas em aquarela, vai de fato amar esse jogo, que é um de meus favoritos. Espero que tenham gostado de minha estréia, Até mais!

Ah, aqui um vídeo pra atiçar vocês. Hehe.






Site oficial: http://www.okami-game.com/

Enjoy it!

0 comentários:

Postar um comentário