1 2 3 4

Anime Friends 2011 #2

0 comentários
Olá, pessoas! Tudo bem com vocês? Espero que sim. Antes de mais nada, gostaria de pedir a vocês, leitores, que dêem uma conferida na enquete, logo ali na coluna da direita, que diz respeito à preferências dentro do universo de séries de animes e mangás. A participação de vocês é muito importante, pois, todo mês, estaremos lançando matérias especiais com o resultado da enquete, então nada de preguiça e votem! Se expressem! No post passado vocês conheceram a Gueh, minha parceira e companheira na redação das matérias aqui do blog. No último post ela falou um pouco pra vocês do Anime Friends, evento voltado para a cultura japonesa, que acontece todo ano, em São Paulo, durante o mês de julho. Por não morar em São Paulo ainda, esse ano foi apenas a segunda oportunidade que tive de prestigiar o evento, mas como a última vez já tem um tempo, tenho uma noção de algumas mudanças, do que melhorou e piorou dentro desse universo e o que tem de diferente das outras edições. Vocês conferem abaixo desta matéria o ponto de vista da Gueh sobre o evento, e agora, ficarão sabendo do meu. Prontos?

O Anime Friends, como já mencionado acima, é um evento voltado para a cultura japonesa que acontece todos os anos, em São Paulo, durante o mês de julho. Neste ano, aconteceu nos dias 8, 9, 10, 15, 16 e 17. É onde os fãs da cultura nipônica, seja dos animes e mangás ou dos próprios elementos singulares, se reúnem para divertimento e troca de informações e serviços. Sendo o maior evento deste gênero do Brasil, todos os anos, recebe caravanas de todo o país e abriga milhares de pessoas, que circulam o dia todo dentro do espaço do evento participando das várias atividades que ele proporciona. Em razão de seu porte, já dá pra imaginar a dificuldade da coisa. Desde comprar os ingressos (que esgotam rapidíssimo!) a entrar no evento. As filas, tanto pra quem já tinha ingresso quanto pra quem ainda ia comprar, eram gigantescas! Como eu ainda precisava comprar, tive de sair de casa 4h da manhã pra um evento que só ia abrir às 10. E olha que já tinha gente lá, viu? Não sou capaz de descrever a agonia que passei naquela fila. Além de ter que ficar lá por quase 3h, ainda tinha o frio de congelar os ossos! Que só foi melhorando no decorrer do dia, com a chegada do sol.


Sim, isso era pra ser uma fila
Depois de muita burocracia e espera pra entrar no evento, logo depois de passar pela revista na entrada, dava pra ver, mesmo eu, que não estava muito atrás na fila, o quanto ia ser lotado aquele dia. O evento mal tinha aberto e já tinha MUITA gente! As edições anteriores do Anime Friends eram realizadas numa faculdade, segundo diz Filipe Guazzelli, "Antigamente, o AF ainda era na faculdade Cruzeiro do Sul, no mesmo local do RF e do AD. Depois, devido ao crescimento de visitantes, mudou para o Mart Center. Pessoalmente, prefiro a Faculdade Cruzeiro do Sul porque é mais confortável e tem o shopping perto", complementa ele. A edição em que fui, a de 2007, ainda era na faculdade, e eu particularmente gostei muito de como tudo aconteceu. Era organizado e amplo. Mas todos nós sabemos que quando um evento vai crescendo, ele precisa de mais espaço, e os organizadores e administradores do evento precisam lidar com isso da melhor forma possível.



Pouco mais de um mês antes do evento, saiu uma nota no site do Anime Friends avisando que não haveriam mais salas temáticas. Salas Temáticas são espaços reservados, previamente, para a realização de alguma atividade ou oficina específica ou para representar um grupo. Posso citar como exemplo, a sala da Rádio Blast! e o Planeta Arena, a primeira, com alguns representantes da equipe da rádio (que tive o prazer de rever <3) e a segunda disponibilizando mesas e público para duelos de card game. O fato é que foi anunciado que elas não existiriam nessa edição. Aí eu me pergunto, o que motivaria o Anime Friends a retirar essas salas, se elas são a parte do evento que gera mais movimento? Anime Friends sem sala temática não é Anime Friends. Sobrariam poucas atrações, poucas atividades, pra MUITA gente, o que ia gerar um problema tremendo de deslocamento, conforto (que já não tem muito...), dentre outros. Até abaixo assinado foi criado pra pedir que reconsiderassem na decisão, que foi justificada pela falta do espaço, por n razões, que sempre foi destinado às salas. Pouco tempo depois, no entanto, saiu outra nota anunciando a volta das salas temáticas e os coraçõezinhos dos otakus suspiraram aliviados.


Sala da Uni Otaku, durante a aula de proteção anti-zumbi
Haviam diversas atrações no evento além das salas temáticas, embora elas sempre carreguem uma grande parcela de responsabilidade pelo entretenimento das pessoas durante a estada no Anime Friends. A área dos estandes estava sempre lotada! Todo mundo queria dar uma olhada nos vários artigos à venda, que variavam desde camisas e bichos de pelúcia à colares, dvds de anime e bandas japonesas e mangás. Também estavam a venda peças de cosplay, espadas e bonecos de ação de vários personagens de anime. Sobre esse último, um fato constatado: Não importa em que stand você vá, sempre haverão bonecos das gurias de Evangelion. Sempre. Além dos estandes, também tinha o Animekê sempre lotado, o Anime Bingo, prática de Arco e Flecha, Concurso de Ilustração e a Praça de Alimentação, que eu mal vi porque meu recorde de permanência nela foi de poucos segundos. Era preciso MUITA coragem, e estar com MUITA FOME, uma fome dos DIABOS, pra se decidir se aventurar nas filas da praça de alimentação. Aliás, só pra entrar lá já precisa de muita coragem. A mesma coragem pra encarar a fila do banheiro feminino.




Tcharaaaaan! A parte que mais se destaca no evento, com toda certeza, são os Cosplays. Cosplay, que deriva de Costume Play, é um termo que se refere à prática da caracterização de personagens, seja de animes e mangás, livros, séries ou qualquer outro universo. Fique atento, pois o termo não é de uso exclusivo dos japoneses e suas produções não, viu? Eu sou cosplayer, então agora posso dar uma visão bem específica pra vocês sobre essa área. Os cosplayers desse ano capricharam, hein? Tinham uns tão bons que você ficava de boca aberta e queria tirar um montão de fotos! Eu própria estive de cosplay, vestindo o personagem Ranma, de Ranma 1/2, a parte feminina dele, que é ruiva. Os temas de cosplays eram muito variados, iam desde jogos (como as meninas do Mortal Kombat e o Dante de Devil May Cry) aos animes e mangás. Até de Chaves tinha! Vimos um grupinho vestido como os personagens de Chaves, e olha que estava muito bom! Confira abaixo algumas fotos.

Imaginem o tanto de homem seco em cimas delas


Os Johnnys Depp 

Pra fechar com chave de ouro, durante os dias em que o Anime Friends ocorreu, o evento de encerrava com o show de uma das atrações internacionais convidadas. Este ano, marcaram presença Akira Kushida, Nobuo Yamada, Psychic Lover, Takayoshi Tanimoto, Kaya e M.O.V.E, que se dividiram durante os fins de semana. Como só fui no último dia, teria assistido o show do Takayoshi Tanimoto, que estava pela primeira vez no Anime Friends, e canta os temas de Dragonball Kai, Digimon Tamers e vários Tokusatsus. Mas em razão do cansaço e da fadiga, optei voltar pra casa no fim da tarde. Algumas dessas atrações já são bem familiarizadas com o evento, como o Nobuo Yamada e o Akira Kushida (que conhece os eventos do Brasil e cór), então foi um reencontro com o público aqui do nosso país. As fotos do show foram tiradas pela Gueh, que estava lá.




Para encerrarmos aqui, vou dar, agora, meu parecer geral sobre o evento. Seria mentira minha se eu dissesse que o evento é ruim, apesar de ter perdido vários dos seus princípios como evento voltado para a "cultura japonesa", mas há vários pontos negativos. Um deles, por exemplo, é o preço do ingresso. O valor é 30 reais, ANTECIPADO! E ainda queriam manter o mesmo preço, mesmo sem as salas temáticas. Não é um absurdo? Outra coisa é o tumulto do último dia, embora esse ponto não seja culpa ou relacionado ou evento em si. Por causa do preço do ingresso, muitas pessoas não podem prestigiar todos os dias de realização, e acabam optando pelo último, que tende a ser o que reúne mais gente (inclusive, caravanas) e atrações, levando à superlotação. E eu detesto superlotação, assim como... todo mundo? Os estandes também ficaram muito amontoados, dificultando o deslocamento das pessoas entre eles. Era um caos sair de um pro outro! Mas caaaalma, sempre tem uma luz no fim do túnel! Os pontos positivos do evento são a diversificação de atrações, o fato de receber público a nível nacional e ser palco de diversos convidados internacionais. Eu achei super bacana o Takayoshi Tanimoto ter vindo a primeira vez aqui pro evento, porque isso motiva outros cantores e bandas a virem também. Bandas grandes, quem sabe, como o L'arc~en~ciel (sonho alto, eu sei!), Yui... É uma expectativa interessante, não? O Anime Friends possui, com toda certeza, a maior variedade e qualidade em questão de Cosplay, que dificilmente é alcançada por outros eventos (e olha que eu defendo o SANA com unhas e dentes, tá?). As salas temáticas também são muito legais, e o bacana é que você pode se identificar com uma delas e já ter um lugar onde ficar e passar o tempo, um lugar que combine com você.
Enfim! Bem balanceado, uma coisa compensando a outra, concordam? E assim dou fim à série sobre o Anime Friends que eu e a Gueh começamos. Espero que tenham gostado, se identificado, e sintam-se à vontade pra comentar sobre o evento nos comentários, contando alguma experiência, ou discordando de algo que eu disse. Fiquem ligados aqui no Dear Japan, e, mais uma vez, dêem uma olhada na enquete da coluna da direita, é muito importante que participem!

Kiss~

0 comentários:

Postar um comentário